Instituto Pacs soma forças no Fórum Social Mundial por um outro mundo possível

por Comunicação Pacs/ foto de destaque: divulgação Fórum Social Mundial

“Resistir é criar, resistir é transformar”: o convite do Fórum Social Mundial de 2018 convoca a pensar os desafios da capacidade humana de resistência, de sonhar mudar um mundo cheio dos fundamentalismos das guerras, xenofobias e sistemas de dominação. Somando forças desde 2001, o Instituto Pacs chega a Salvador (BA) no FSM 2018 para participação em marchas, debates, Assembleia Mundial das Mulheres e outras atividades. O FSM começou hoje (13/03) e segue até 17/03. Confira destaques da participação do Pacs.

Nesta quarta (14/03), o Pacs participará do Encontro Internacional “Novos Paradigmas para um outro mundo possível: evitar o desastre ecológico. Construir a sociedade do bem viver”, que integra a programação do FSM. [Confira a programação completa aqui]. O objetivo é permitir um momento de trocas e reconhecimento coletivo entre movimentos sociais, grupos e comunidades, dando visibilidade a iniciativas solidárias e alternativas. O Encontro Internacional segue na quinta (15/03) e será realizado na Tenda Novos Paradigmas, construída no Território Social Mundial, no campus Ondina da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Na quinta (15/03), o Pacs estará nos debates sobre acordos de “livre comércio”. A atividade “Acordo Mercosul-UE: negociações em regime de urgência” é promovida pela Fundação Rosa Luxemburgo, das 9h30 às 13h. [Consulte os detalhes aqui]. Ainda na quinta, o Pacs apresenta a pesquisa nacional Violações na Siderurgia e o jogo-tabuleiro “Dragão de Aço”, material educativo sobre as violações de direitos humanos na cadeia de produção siderúrgica no Brasil. O lançamento integra a programação da atividade “Custos humanos e ambientais da mineração: resistências e alternativas”.

A Assembleia Mundial das Mulheres é destaque na programação da sexta (16/03), e o Pacs marca presença a partir das 9h. Na tarde da sexta, estamos em três atividades. Às 15h, integramos a Assembleia Mundial dos Povos: movimentos e territórios em resistências. Em seguida, das 16h30 às 18h30, participamos do debate “Haiti e Rio de Janeiro: saúde e militarização”, com a publicação “Militarização do cotidiano: um legado olímpico”, produzida recentemente pelo Pacs. No mesmo horário, a experiência do Instituto com o trabalho de base com mulheres da Zona Oeste do Rio, com destaque para o curso Mulheres e Economia, é o tema da participação do Pacs na atividade “O lugar da mulher na economia solidária: gerações, autonomia política e econômica das mulheres e como isso impacta nas vidas e famílias”.

Sobre o Fórum Social Mundial

Com as primeiras edições em Porto Alegre (2001, 2002, 2003 e 2005), o FSM percorreu o mundo com encontros em Mumbai, Caracas, Karashi, Bamako, Nairobi, Belém (2009), Dacar, Tunis e Montreal. Além de edições temáticas, regionais, continentais.

TVE Bahia e a rádio 107.5 Educadora FM farão transmissões ao vivo, flashes durante a programação e outras inserções. Siga as emissoras pelas redes sociais para acompanhar as notícias em tempo real.

Confira a programação completa do encontro:

Home FSM 2018 WSF

Memória Pacs

Confira na nossa linha do tempo, foto da participação do Instituto Pacs na primeira edição do Fórum Social Mundial, em Porto Alegre

Fuente: PACS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to a friend