Joaquim Piñero, o Kima, do MST, nos deixa aos 51 anos

Com profundo pesar, a Rede Jubileu Sul Brasil recebeu a notícia sobre o falecimento de Valquimar dos Reis Fernandes, o Kima, 51, militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que nos deixou nesta quinta-feira (11) após anos de batalha contra um câncer de mieloma múltiplo. 

Nas mais de duas décadas no MST, que integrou a partir de 1999, Kima também atuou em outros movimentos populares, travando embates em várias frentes não só no Brasil, mas também no exterior. 

Junto com o Jubileu Sul Brasil, Kima participou da construção do Plebiscito contra a Alca, de assembleias populares, de articulações regionais na América Latina e Caribe, do Grito dos Excluídos, entre outros.

Perseguido por sua atuação combativa e motivos políticos, se tornou dirigente internacionalista com o nome de Joaquin Piñero. Na Venezuela, em 2005, colaborou na construção da primeira brigada do MST e na Revolução Bolivariana do então presidente Hugo Chávez, momento que marca seu engajamento na luta internacional em defesa dos povos oprimidos.

Neste último período, Kima estava dedicado a ações de agroecologia em Maricá e ao assentamento Irmã Dorothy, ambos no Rio de Janeiro, onde o militante também atuava como coordenador político no escritório do MST

Kima deixa a esposa Karla Oliveira, as filhas Anahy e Yara, centenas de companheiros e companheiras no Brasil e no mundo, e um legado de vida exemplar dedicado à luta. 

Kima, presente!

 

Fuente: Jubileu Sul Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send this to a friend