Rede Jubileu Sul lança e disponibiliza cartilha popular sobre o desmonte da Previdência Social no Brasil

Karla Maria | Comunicação da Rede Jubileu Sul

Entender o risco da  desconstitucionalização da matéria previdenciária proposta pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06/2019 e os demais impactos apresentados nela é um dos desafios da população brasileira neste momento.

Em um cenário em que a imprensa hegemônica, mantida pelo sistema financeiro, repete como mantra a necessidade de se fazer a tal “reforma” para recuperar a economia e o mercado de trabalho, a Rede Jubileu Sul lança a cartilha “Desmonte da Previdência Social: a quem interessa?”.

O objetivo é, a partir de uma linguagem acessível e  popular, possibilitar que as brasileiras e brasileiros tenham acesso e entendimento sobre os impactos reais das mudanças propostas à Previdência Social.

“Esta cartilha foi pensada e elaborada para formadoras e formadores de opinião. O conteúdo foi pensado e escrito para fornecer informações sérias, de qualidade, que gerem indignação e mobilização na defesa do nosso futuro, do direito de termos uma Previdência Social solidária e inclusiva”, apontou.

O conteúdo da cartilha foi produzido pela Rede Jubileu Sul Brasil e o financiamento da publicação foi possível através da contribuição de diversas entidades, além de doações particulares. “Esta cartilha é resultado de um processo coletivo e desejamos que ela seja uma ferramenta de convencimento de quão avassaladora pode ser essa “reforma” da Previdência, que na verdade é um desmonte de direitos”.

A cartilha na versão digital está disponível neste site. As entidades que tenham interesse em imprimir a cartilha devem entrar em contato com comunicacao@jubileusul.org.br.

Baixe a cartilha aqui: Cartilha_Desmonte da Previdência_Rede Jubileu Sul

Rede Jubileu Sul Brasil
Jubileu Sul Brasil é uma rede ampla e plural de organizações, pastorais, coletivos de base e movimentos sociais que atuam em países da América Latina e Caribe, África e Ásia. Formalmente constituído em 1999, o Jubileu nasce tendo como objetivo principal o cancelamento das dívidas dos países do Sul Global. No Brasil, a constituição da rede é fruto de um rico processo de debate sobre a dívida nos anos de 1990, promovido por organizações sociais e populares.

Trabalhamos juntos com o movimento global pelo cancelamento e repúdio às dívidas públicas externa e interna, exigindo a reparação e restituição do imenso dano que provoca aos países endividados e ao desenvolvimento humano, social, ambiental, político e econômico desses países.

Seguindo a influência dos movimentos de resistência à dívida que cresceram durante a década de 1980, constituímo-nos como Jubileu Sul no bojo das campanhas do Jubileu 2000. Incorporamos o conceito SUL porque reflete critérios políticos e ideológicos, além de geográficos, e abrange os povos oprimidos e excluídos de todo o mundo.

Entre nossas agendas está a defesa dos direitos humanos. Lutamos lado a lado com grupos e coletivos atingidos pelo modelo de desenvolvimento gerador de morte e exclusão. Lutamos incansavelmente para mudar esse sistema. Defendemos um modelo de desenvolvimento inclusivo, equitativo e solidário que tenha em sua base os direitos dos povos e dos territórios respeitados.

Fuente: Jubileu Sul Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *